segunda-feira, outubro 24, 2005

Séries 03

Antes fazer-se de cego do que enxergar uma vida ao rés do solo.
O horizonte há-de ser sempre o contraponto do centro da terra. E esse vê-se em qualquer escuro.
Sob o sofá nunca estão as pantufas mas a horizontalidade final. Por isso nos sentamos na busca da verticalidade possível.
.
.
.
.
.
.
.
O corpo da mulher estendeu-se em busca do ruído que não a tinha deixado dormir nas noites anteriores.
Ouviu-se um silêncio e ficou aquietadíssima à espera do re-ruído. De tanto esperar, mortadormeceu. Veio outra mulher e ocupou-lhe o espaço. Colocou um sofá no meio do quarto. Fuma, todos os dias, antes de sair para o trabalho.
Nunca se preocupou com o mistério dos bichos carpinteiros.

2 comentários:

m disse...

adorei o texto
:D

máximo disse...

k melgas!!! vou passar a apagar estas melguices todas de publicidades :|

  • Todas as fotografias expostas têm a permissão dos respectivos autores.
  • Exceptuam-se apenas as fotos da Secção Biografias.
  • O Blografias agradece a todos os autores que participam neste espaço de divulgação de fotografia
  • Optimizado para o IE 7.0 com resoluções de 1280 por 768 ou superiores

    Espaço criado e gerido por Francisco Máximo

    Blografias com luz - 2005-2012