sexta-feira, julho 22, 2005

Ambiências 17

12 comentários:

Gaspar VS disse...

Ainda não basta de Deus?

Tiago Santos disse...

Pessoal muito estranho gosta de te visitar aqui, meu... :|

a_m disse...

"Ainda não basta de Deus?" :)

recordaste-me um amigo meu que tem o preconceito ateu, também, só que ele está consciente que é preconceituoso :)

Gaspar VS disse...

Bem... não aceitar a teoria de Deus como um paradigma por ser uma crença não é um perconceito. um preconceito he uma tomada de posiçao sobre algo antes de ter verdadeira e plena consciencia da questão em causa; acontece muitas vezes por um processo de generalização - do particolar para o geral: Ex: "Sócrates é homem", "Os homens são Sócrates".
a_m, eu sou ateu, ainti-religioso e anti crença, isto é, não acredito na teoria de Deus e não vejo utilidade nas estruturas religiosas, trazem muitas desvantagens e toda a caridade que fazem para se produzir não é dada sem uma sessao intenssiva de evangelização, que enclausura o pensamento em crenças, contra as quias tamém me movo, pois Deus é só uma entre muitas; alias, cada um precessiona as crenças comuns (uniformizadas) ha sua maneira, o que nos permite concluir que cada um inventa as suas crenças proprias, pessoais e individuais (privadas ou n). Sou adverso a crenças, sendo falamos de algo nao-real em que se acredita, sem qualuqer suporte logico, racional ou prático. as crenças sustentam-se meramente na fe. eu (ja k estamos a falar de mim) sou relativista, na medida em que mais vale aceitar as coisas cuja existencia se impoes racionalmente, com o relativismo que as circusntancias sugerem em cada caso particular, a generalizar, poupando energia, mas correndo o risco do meu pensamento partis de pressupostos nem sempre verdadeiros, isto é, torno-me obtuso, dogmatico, inflexível, (ha inumeros termos para designar um pensamento deficiente)- torno-me crente.as crenças sao importantes e todos recorrem a elas, tornam-se empecilhos à sanidxade mental quando se tornam vicariantes. Com efeito, as crenças causam uma tranquilidade aparente, dando a sensaçao de uma segurança ilusoria. Assim, é importante, natural e benéfico, vantajoso, recorrer às crenças para aliviar as tençoes psiquicas, mas é doentio mante-las e incorpora-las na realidade, pois passa-se a viver no mundo real com pressupostos imaginários, criados por nós para nos amparar em momentos de grande pressao, asiedade, confusão... ect.
Não sou um radical, mas o imperialismo religioso causa-me nauseas. A religião, a prática, a cultura, teve uma utilidade fabulosa ao longo da historia para diversos fins, é um simbolo e triunfo do sistema que assegura os privilegios sociais do feudalismo. mas hj nao he algo que ajude a democracia e a republica porque as instituiçoes religiosas provocam um sentimento de todo (totalitarismo) que reprime dessidencias dos dogmas da igreja, criando os seus crentes como servos que oram em conjunto. nao ha espaço para a liberdade e o individualismo, muito menos para a evolução. os religiosos pretendem uma mera, simples e muito ténue recapitalação do saber, nao aquirindo mais do que o extritamente bnecessario nesta caminhada terrena temporaria, de transiçao (he assim que hj se convencem os terroristas suicidas, genericamente). A religiao é modesta? Altares cheios com batalhos de flores, nuvens de incenso, coros, procissoes, interminaveis com bispos, cardeais, multidoes, igrejas barroquissimas enkuanto o povo morria ha fome, "starving to deth"!!! sempre ajudou os nazis e as monarquias, sempre!Combateu os comunistas poke estes eram ateus, anti-religiosos, hahahah. Mas houve vantagen spara a humanidade da exitencia de instituiçoes desta natureza (que enoja qualquer mente independente),´que é ovalor historico, e de preservaçao de informações, livros e documentos que dificilmente sobreviveriam ate hj sem os mosteiros, conventos e os copistas. durante muitos seculos a educaçao do povo era entregue ha religiao que os controlava, o que dava geito ao estado, de tal forma k sem ela, nao se fazia ideia de como a substituir por outra instituiçao igualmente eficiente, que sem o medo do pecao e do inforno fizesse agir eticamente, e nao moralmente o povo - pioneiros da revoluçao francesa...

Eu sou Socialista, Republicano e Laico!

Uxka disse...

... e és dono de uma verborreia impressionante!;)
E eu que tenho andado por aqui literalmente a babar-me para estas fotos, sem tomates para comentar!
Valha-me o Altíssimo!

am disse...

é impressionante :)
... substitui lá a palavra "religião" por "socialismo" nesse teu comentário ;)

o fundamentalismo sempre me causou náuseas :)

[ah!... adoro o chavão com que fechas o comentário. fica bem :) ]

Gaspar VS disse...

"am" - nao substituo a religião pelo socialismo, mas pela laicidade, que é o oposto metafisico da teoria da religiao - deus!

"o fundamentalismo sempre me causou náuseas :)" - por curiosidade. axais a minha posiçao fundamentalista? - em caso afirmativo, acabai com a minha anseadade, e por bondade, exclarecei-me!

a_m disse...

xim :)

Bruno Gonçalves disse...

falta aqui o que para mim ser a melhor foto do mestre monteiro.
Acho que foi capturada aqui nesta mesma aldeia. É aquela do idoso a assoar um lenço, se não estou em erro :p

Cory disse...

Great work!
[url=http://sdhpwpnu.com/mfrk/jgvy.html]My homepage[/url] | [url=http://exklcqzh.com/srcl/rvxe.html]Cool site[/url]

Sarah disse...

Thank you!
My homepage | Please visit

Howard disse...

Thank you!
http://sdhpwpnu.com/mfrk/jgvy.html | http://rfofneea.com/uoxm/dxmd.html

  • Todas as fotografias expostas têm a permissão dos respectivos autores.
  • Exceptuam-se apenas as fotos da Secção Biografias.
  • O Blografias agradece a todos os autores que participam neste espaço de divulgação de fotografia
  • Optimizado para o IE 7.0 com resoluções de 1280 por 768 ou superiores

    Espaço criado e gerido por Francisco Máximo

    Blografias com luz - 2005-2012